| PT | 
Ir para:    página inicial    |    conteúdo página    |    pesquisa 

Gestão da Empresa no Meio Rural

01/11/2002

AGRO·GESTÃO ® é um programa informático capaz de integrar todas as vertentes da gestão da empresa do meio rural, desde a contabilidade analítica de qualquer actividade rural até ao controlo de stocks e ao maneio dos animais...

Os agricultores portugueses necessitam de encontrar novas ferramentas e soluções para fazer face aos enormes desafios que se lhes apresentam. A solução passa por encontrar soluções individuais, específicas para cada caso, cada exploração, cada agricultor. Deste modo é possível identificar necessidades específicas ao nível da organização e gestão das empresas do meio rural para fazer face ao aumento da pressão competitiva. 

Com limitações estruturais, agro-ecológicas e conjunturais a única via para melhorar os resultados das empresas agrícolas é através da profissionalização da actividade de gestão.

Assim o recurso a técnicas de gestão adequadas é fundamental para que o agricultor conheça em detalhe a sua exploração e possa vencer aquele desafio. 

Podemos dizer que a gestão é uma ciência que estuda a aplicação de recursos escassos para atingir um objectivo definido. A gestão da empresa agrícola pretende:

Observar a estrutura, o funcionamento e o resultado económico das empresas agrícolas para os compreender e em seguida os apreciar criticamente;

Retirar da observação dados e conclusões para encontrar e propor modificações relativas à organização e condução da empresa agrícola;

Planear, apartir dos recursos existentes, novas ou renovadas unidades de produção convenientemente estruturadas e organizadas.

Para conseguir estes objectivos o gestor tem que se munir das ferramentas adequadas. A informação é actualmente considerada pelos especialistas como o factor de produção que mais limitações impõe à performance económica do sector. Para manipular, produzir e armanezar esse valioso “consumível” necessitamos de usar equipamentos físicos (computadores e redes) e aplicações específicas para a função em causa.

Deste modo os programas informáticos de gestão podem ser considerados como os grandes responsáveis pelos incrementos na performance económica e grau de controlo em grande parte das empresas agrícolas portuguesas. 

Integração é uma palavra chave no capítulo das aplicações de gestão. O gestor/ empresário quer estar na posse de toda informação disponível o mais rapidamente possível. Apenas sistemas que abarcam tanto a informação técnica como a económica são capazes de responder adequadamente a tais exigências. 

A quantificação da contribuição de cada operação realizada numa actividade e de cada actividade no seio da empresa é imperativa para poder tomar decisões fundamentadas e em tempo útil. 

Para satisfazer estas necessidades surge o AGRO·GESTÃO ® - uma aplicação informática com interface amigável, intuitivo e de fácil aprendizagem. Por ser parametrizável pelo utilizador este software é aplicável a qualquer tipo de exploração, abarcando numa só ferramenta toda a complexa realidade do meio rural. 

Esta aplicação efectua a gestão global da exploração e a gestão individual de actividades do tipo vegetal, animal, florestal, transformação, conservação, actividades não lucrativas e ainda outras como actividades de turismo ou agro-ambientais. Assim todas as actividades podem ser tratadas individualmente pelo AGRO·GESTÃO ®, sem perder a imagem da empresa no seu conjunto, dos seus recursos e factores de produção partilhados. 

A introdução de um sistema de informação de gestão como este não está limitado a uma determinada dimensão, complexidade ou sector de actividades. É de facto possível encontrar num leque de soluções e formas de utilização aquela que melhor se adapta a cada caso concreto.

Com esta ferramenta o empresário pode distinguir os custos variáveis dos custos fixos reais, determinar as margens brutas e de contribuição, analisar os custos e as receitas por hectare ou por unidade de produto obtido e analisar a estrutura de custos e receitas. 

O AGRO·GESTÃO ® fornece ainda ajudas ao nível da organização técnica e administrativa da empresa como a gestão de tesouraria, gestão de stocks, gestão de credores/devedores, análise de utilização de máquinas/equipamentos e mão de obra, maneio técnico de efectivos pecuários (homologado oficialmente), gestão combustíveis/consumos, planeamento anual e controlo orçamental, gestão da estrutura fundiária, facturação integrada e gestão de clientes e fornecedores entre muitos outros resultados. 

A aplicação está em constante desenvolvimento motivado e orientado pelas sugestões do seus utilizadores. Continuamente são integradas sugestões no programa com vista à satisfação de necessidades efectivamente sentidas no seio das explorações agrícolas para melhorar a sua produtividade. Novas funções em desenvolvimento incluem a capacidade de produção dos livros de campo para a produção integrada, a integração dos dados com computadores de bolso (PDA) e a comparação dos resultados obtidos com valores de referência nacional ou regional. 

Apesar do grande desafio que ainda representam as tecnologias de informação no sector agrícola este programa está a ter sucesso tendo já conseguido cativar algumas casas agrícolas de renome. As vantagens são muitas, mas existem alguns obstáculos – as exigências em informação são elevadas e proporcionais à qualidade e detalhe dos resultados a obter. Este ponto pode ser muito relevante se não se realiza qualquer recolha sistemática de informação técnica e económica. No entanto, a aquisição da aplicação é uma boa oportunidade para passar a fazê-lo com todo o apoio da empresa que a implementa. Nos casos em que a recolha sistemática de informação já existe os benefícios são visíveis mais rapidamente e os resultados obtidos têm maior qualidade.

Alguns Exemplos

A Fundação Eugénio de Almeida é uma organização sem fins lucrativos que persegue fins de natureza espiritual, cultural e educativa, social e assistencial. Tais nobres fins são financiados através da gestão empresarial de um vasto património rural e urbano. A organização é uma das maiores e mais conhecidas explorações agrícolas do país e produtora / engarrafadora de um vinho de referência internacional – o Pera-Manca Tinto. Com cerca de 6.500 ha de terras localizadas no concelho de Évora, a Fundação explora directamente cerca de 5.200 ha (cerca de 500 ha de regadio) e emprega regularmente cerca de 100 pessoas.

Em 1999 a Fundação começou a utilizar o pacote AGRO.GESTÃO ® com diversas adaptações personalizadas para controlar e determinar os resultados das suas actividades agrícolas. Actualmente essa utilização foi estendida a todos os núcleos e actividades da fundação e conta com cerca de duas dezenas de utilizadores nesta entidade em quatro locais físicos diferentes ligados em rede. A aplicação encontra-se integrada com o pacote de gestão comercial Primavera e com algumas pequenas aplicações muito específicas. De entre as muitas funcionalidades desempenhadas pelo AGRO.GESTÃO ® no quotidiano desta organização destacamos:

· Apuramentos dos resultados de cada actividade (valores totais; por hectare; por unidade de produto);
· Controlo de stocks de todos os factores de produção e produtos obtidos na exploração
· Registos técnicos e administrativos de todos os animais (1800 ovinos; 800 bovinos e 20 equinos)
· Análises de utilização de equipamentos
· Base de dados de entidades e todos os contactos associados; mailings – emissão etiquetas e registo; registo de correspondência

A Quinta das Palmeiras utiliza o AGRO.GESTÃO ® desde 1998 para determinar os resultados das suas actividades de regadio. Esta empresa explora cerca de 30ha da lezíria ribatejana onde habitualmente cultiva milho e beterraba. As informações colhidas pela aplicação já estiveram na base de várias decisões estratégicas como a venda de equipamento e a contratação de serviços externos substitutos.

A LogoVinha é uma jovem empresa que aposta na viticultura na região de Évora. Com cerca de 60 hectares de vinha em diferentes fases da instalação esta empresa utiliza actualmente o AGRO.GESTÃO ® para apurar os custos totais desse investimento. Paralelamente recorre a novas funcionalidades da aplicação, como o registo das regas, fertirrigações e tratamentos fitossanitários para controlar tecnicamente a evolução dos trabalhos de campo.

A RuralDouro é uma empresa de prestação de serviços rurais com sede no coração da região vitícola do Douro. Os seus serviços incluem o aluguer de máquinas, mão-de-obra e gestão integral de explorações agrícolas. Esta empresa recorre ao AGRO.GESTÃO ® para determinar os resultados ou margens por cliente, emitir facturas/recibos e outros documentos legais, controlar as dívidas de clientes e a fornecedores e determinar custos reais dos equipamentos e mão-de-obra.

A Bovinaçor dedica-se à cria, recria e engorda de bovinos no arquipélago dos Açores. Com diversos rebanhos e marcas de exploração sob a sua gestão a manutenção de todos os livros oficiais de existências e deslocações de bovinos era uma tarefa extremamente complicada e sujeita a erros. Actualmente vários milhares de animais já estão registados no AGRO.GESTÃO ® - Módulo de Gestão de Animais e os diferentes livros foram substituídos pelo seu equivalente electrónico. Os dados são introduzidos uma única vez para os registos técnicos e oficiais e com um movimento é possível actualizar 2 livros diferentes. Esta aplicação está homologada para substituir os referidos livros pela DGV, INGA e todas as Direcções Regionais de Agricultura.

 

A FZ AGRO·GESTÃO é um empresa vocacionada para a comercialização e prestação de serviços associados a soluções informáticas de gestão para empresas do meio rural. Entre os seus clientes contam-se casas agrícolas de renome, escolas e associações em Portugal continental e nos Açores. Esta empresa nasceu em 1998 no seio da AGRO.GES - empresa fortemente implantada no mercado com experiência adquirida ao longo de 12 anos no sector agro-florestal, prestando serviços a empresas agrícolas, associações de agricultores, empresas agro-industriais e praticamente a todas entidades oficiais ligadas ao sector.

 

 

Voltar