| PT | 
Ir para:    página inicial    |    conteúdo página    |    pesquisa 

Hectares de Empreendedorismo

01/09/1999


Criaram mais uma ferramenta agrícola para os agricultores portugueses. Chama-se Agro.Gestão e é um software capaz de integrar todas as vertentes da gestão agrária, desde a contabilidade ao maneio dos animais. O segredo: muitos quilómetros pelas estradas do Alentejo...

Há quem diga que não se deve misturar alhos com bugalhos, mas dois engenheiros agrónomos de Cascais resolveram juntar tudo num programa: batatas, milho, galinhas, ovelhas, florestas e ainda salários, stocks e tesouraria. A receita é à escolha do freguês. Criar soluções à medida de cada exploração agrária é o objectivo de José Pedro Salema e Frederico Avillez, que começaram a pensar em "individualizar o negócio" durante o estágio na Agroges, uma empresa de consultadoria agrícola. O spin-off foi ponderado e ocorreu parcialmente sustentado pela empresa-mãe, que detém 40 por cento do capital da FZ. Com o apoio do SAJE a vaguear pelos labirintos burocráticos, esta ajuda foi fundamental para a criação do projecto próprio. Ainda a funcionar nas instalações da Agroges, vão investindo à medida que o cash-flow o permite, mas como os próprios afirmam: "O nosso capital são as pessoas".

"Isto está a crescer devagarinho, mas estamos entusiasmados", garantem, apesar dos muitos quilómetros que, volta e meia, percorrem através do Alentejo e do Ribatejo para assegurar aquilo que é uma das suas grandes forças: o contacto estreito com os clientes. Angariá-los implica a mesma rodagem, já que apostaram definitivamente no marketing one-to-one: identificam grupos dinâmicos, através das associações de produtores, e fazem apresentações colectivas das potencialidades do software. Actualmente contam com uma carteira de 60 clientes e um "objectivo de cruzeiro" de 25 mil contos de facturação anual.

O software que desenvolveram é "uma ferramenta integrada de gestão agrária", que irrompeu numa oferta dominada por programas sectoriais, sem capacidade de reunir todas as vertentes da contabilidade de uma exploração agrícola. A gestão individual de cada actividade desde a pecuária ao cultivo, passando pela gestão florestal, agroambiental, actividades de conservação e transformação e ainda turismo permite uma gestão global da produção, calculando resultados totais, unitários ou por hectare. As propostas dos clientes vão gerando novas aplicações do agro.gestão, o que para a FZ representa mais passos em direcção ao grande objectivo conseguir "uma grande ligação com a realidade agrícola portuguesa". A candidatura ao Prémio Jovem Empreendedor do qual tomaram conhecimento através de um panfleto no Centro de Emprego coincidia com os "timings" calculados para a criação da FZ e resolveram arriscar. Ficou entre os finalistas, no grupo em que saíram vencedores os projectos Invicta's Catering, EcoAction e Critical Software. "O mundo dos empreendedores e o mundo agrícola não estão muito ligados", dizem, esperando que "a notoriedade da FZ, depois deste prémio, possa funcionar como estímulo" para o aparecimento de mais projectos inovadores ligados à agricultura.

 

 

Voltar