| PT | 
Ir para:    página inicial    |    conteúdo página    |    pesquisa 

Moscatel Roxo da Bacalhôa recebe ouro no ‘Muscats du Monde’

[ 12/10/2009 ]

O Moscatel Roxo – Setúbal 1999, produzido pela Bacalhôa, Vinhos de Portugal [cliente ENOGESTÃO], obteve medalha de ouro na 9ª Edição do Concurso Internacional ‘Muscats du Monde 2009’, realizado em França.

Este concurso é limitado a vinhos Moscatel e o seu objectivo é escolher os melhores vinhos, com base na sua qualidade.

A distinção coloca este moscatel como o único português entre os 10 melhores do mundo. O Moscatel de Setúbal 1999, vencedor da medalha de prata no mesmo concurso, juntou mais um prémio ao produtor português, apresenta uma coloração topázio escura, um aroma intenso, rico e complexo, com notas florais de flor de laranjeira e rosas, passas, amêndoas e mel.

O Moscatel Roxo – Setúbal 199 é inteiramente produzido com uvas da casta Moscatel Roxo, de uma única colheita, oriundas de vinhas certificadas e plantadas nas encostas da serra da Arrábida, Região Demarcada DOC Setúbal.

O vinho estagiou cerca de oito anos em barricas de carvalho de 200 litros, servidas a whisky, num armazém especial onde se verificam grandes amplitudes térmicas. Estas condições de envelhecimento provocam uma concentração e intensidade dos aromas e sabores, que acentua ainda mais a personalidade única destes vinhos generosos, o seu produtor a Bacalhôa Vinhos de Portugal foi fundada em 1922 e percorreu um longo caminho até se afirmar como um dos mais inovadores produtores de vinho em Portugal. Em 1998, o Comendador José Berardo tornou-se no principal accionista, prosseguindo a missão de modernização da empresa. Arte, Vinho e Paixão é a filosofia da Bacalhôa, que aposta no seu património cultural e na riqueza do vinho. O grupo Bacalhôa dispõe de adegas nas regiões mais importantes de Portugal: Península de Setúbal, Lisboa, Alentejo, Douro, Dão e Bairrada.

 

Fonte: aicep Portugal Global

 

 

Voltar