| PT | 
Ir para:    página inicial    |    conteúdo página    |    pesquisa 

Companhia Agrícola do Sanguinhal recebe Troféu Prestige

[ 20/11/2009 ]

A Companhia Agrícola do Sanguinhal [Cliente ENOGESTÃO] recebeu o troféu "Prestige" no concurso "Les Citadelles du Vin", que decorreu em Bordéus, com o vinho Quinta das Cerejeiras.

 

O vinho tinto "Quinta das Cerejeiras" ganhou o "Trophée Prestige" no Concurso "Les Citadelles du Vin". Criado em 1992 este concurso tem como objectivo descobrir e valorizar o que de melhor se faz no Mundo dos Vinhos, o que confere a este vinho tinto de 2003 uma distinção de referência.

"Quinta das Cerejeiras" é um vinho tinto de cor ruby com laivos acastanhados e aroma do tipo compota de cereja, abaunilhado. É composto pelas castas Castelão (40%), Touriga Nacional (30%), Aragonez(30%). As uvas são colhidas manualmente, e a fermentação processa-se em balseiros de carvalho com maceração suave das massas após desengace parcial. O processo fermentativo decorre lentamente durante 15 dias, ao qual se segue um estágio prolongado em tonéis de carvalho. Após o engarrafamento estagia na garrafa 2 a 3 anos até ser comercializado. É um vinho clássico e tradicional, no mercado desde 1926.

A Companhia Agrícola do Sanguinhal tem sede no Concelho do Bombarral e propriedades neste concelho bem como nos do Cadaval, Alenquer e Torres Vedras, a Companhia Agrícola do Sanguinhal situando-se assim numa das mais antigas regiões vinhateiras do país.

Fundada nos anos vinte por Abel Pereira da Fonseca para administrar as propriedades que possuía na região do Bombarral, ainda hoje pertence à mesma família.
A empresa dedicou-se desde sempre à produção e comércio de vinhos. Para o efeito, vinificava separadamente os vinhos das Quintas das Cerejeiras, do Sanguinhal e de São Francisco nas respectivas adegas, possuindo no conjunto uma capacidade em toneis e balseiros de madeira de carvalho e mogno da ordem dos dois milhões de litros, utilizados para a fermentação, armazenagem e envelhecimento de vinhos de mesa, vinhos licorosos e aguardentes.

Actualmente decidiu investir na área do turismo e serviços, de forma a aproveitar as enormes potencialidades de todos os seus espaços. Assim, recuperou adegas, lagares e destilaria para a realização de eventos (quer de empresas quer de particulares) e para fins turísticos.

 

Quinta das Cerejeiras Tinto 2003

 

 

Voltar