| PT | 
Ir para:    página inicial    |    conteúdo página    |    pesquisa 

​​KS46 - Angola

 

“A região da Quibala já foi dos maiores celeiros agrícolas do Cuanza Sul, no período colonial, estatuto interrompido com a eclosão da guerra, a seguir a independência de Angola, em 1975, que se prolongou até 2002.

Com a paz consolidada no país, empreendedores agrícolas do município, pese embora a maré de dificuldades que enfrentam no seu dia-a-dia, querem fazer da região a maior potência agrícola da província, através de investimentos em massa, em tecnologia de ponta (Pivôs, tractores e suas alfaias, debulhadoras e maquinaria de colheita) e formação de mão-de-obra local.

O sonho de transformar a Quibala num dos principais centros agrários da província do Cuanza Sul começou a ganhar corpo com o projecto KS46, no qual os fazendeiros contemplados deixam para trás a agricultura de subsistência, para uma agricultura intensiva, voltada para o mercado, através da aquisição de tractores, debulhadoras, pivôs, sistema de rega gota-a-gota, por aspersão, carrinhas de 4 toneladas para apoio e transporte de toda a produção.

Um sentimento comum une estes “combatentes pela revolução verde no Cuanza Sul”: apoiar sem tergiversar o programa do Executivo angolano de combate à fome e à pobreza, garantir a segurança alimentar, redução substancial da importação de alimentos, como afirma António Joaquim Russo, coordenador provincial do projecto KS46.

Em 2008 surge a iniciativa que viria a transformar de modo significativo a actividade agrícola na Quibala e Seles e a vida destes homens do campo, com a criação do Projecto KS46, ideia gerada pela Câmara de Comércio do Cuanza Sul, que procurou identificar um grupo de empreendedores agrícolas, para junto do Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA) terem acesso ao crédito para o financiamento da actividade.

                             

Com base na ideia, esclarece o coordenador, foi contratada uma firma ligada ao sector agro-pecuário, denominada Agro-Promotora, para prestar assistência técnica aos fazendeiros contemplados e elaborar 46 projectos para os municípios da Quibala e Seles, que, em Outubro de 2012, deu início efectivo ao projecto…”

In ANGOP – Agência Angola Press - 04/08/2012

É com grande orgulho e satisfação que a AGROGESTÃO está envolvida no projecto KS46, desde o seu início. Tendo sido contratada para disponibilizar o software de gestão a utilizar pela equipa central do projecto, a equipa da AGROGESTÃO esteve, já por várias vezes no local a implementar o sistema AGROGESTÃO e a dar formação. Os resultados têm vindo sempre a melhorar e é com grande satisfação que reconhecemos que no terreno está uma equipa empenhada e competente para chegar a cada vez mais informação de gestão e controlo.

No âmbito deste projecto a AGROGESTÃO colaborou na implementação um gabinete de apoio à tomada de decisão agrícola baseada em contabilidade analítica de várias explorações agrícolas.

“Estivemos em contacto com mais de três dezenas de produtores, onde analisamos cada exploração e adaptámos as nossas aplicações de gestão financeira e de gestão de actividades produtivas à realidade de cada uma delas. Introduzimos também a organização da recolha de informação.

Os softwares da AGROGESTÃO, com a enorme adaptabilidade que os caracteriza, responderam muito bem às necessidades identificadas, mas a nossa equipa de desenvolvimento já está a trabalhar para melhor adaptação de alguns aspectos.”

Este projeto foi o marco e o início da entrada da AGROGESTÃO nas comunidades Angolanas e o arranque de várias parcerias.

 

 

 

Voltar